Calendário editorial: 5 desafios que todo profissional de marketing encontra

O calendário editorial é uma ferramenta essencial numa política de inbound marketing. Seu papel principal é estabelecer uma programação para a publicação dos conteúdos, atribuir responsabilidades e servir como guia para os produtores.

Precisando de conteúdo para seu site/blog?

RedaWeb

O calendário contém informações importantes, como o nome do responsável pelo conteúdo, o título, as palavras chave e os links a serem utilizados, de modo que o trabalho do responsável seja apenas produzir.

O problema é que estruturar um calendário editorial é uma das maiores dores de cabeça no mundo do marketing digital, porque é preciso atentar para várias nuances.

Abordaremos aqui, então, 5 desafios dos profissionais de marketing e apontaremos soluções para que eles sejam superados.

1 – Qual o período correto de abrangência?

Se você estabelece um determinado caminho e ele não te leva ao destino desejado, é preciso corrigir a rota, correto?

Se a sua estratégia de entrega de conteúdo não vai bem, é preciso mudar e isso afeta de forma dramática o calendário editorial, que terá que ser refeito.

Por conta disso, a recomendação é de que o calendário abranja períodos curtos. Três meses parece tempo suficiente para se identificar erros e mudar estratégia, estruturando um novo calendário editorial trimestral.

2 – Como o calendário pode ajudar a evitar a obsolescência do conteúdo?

É uma pergunta desafiadora, mas a verdade é que a própria existência do calendário já é uma forma de controlar o conteúdo produzido ao longo do tempo.

A sugestão aqui é criar um calendário específico para revisão. Na hora de elaborar o calendário trimestral, com base no tipo de conteúdo, o responsável já pode lançar no calendário de revisão a data para a próxima conferência, quando serão feitas as atualizações necessárias ou mesmo a eliminação do conteúdo.

3 – Como evitar que o calendário seja abandonado?

Esse é um problema de organização. A solução é atribuir um responsável a cada conteúdo, de modo que ele tenha a sua própria programação a seguir, podendo ser cobrado pelo cumprimento da mesma.

O melhor é que o calendário editorial seja um software compartilhado por toda a equipe, com geração de relatórios específicos. É algo simples de desenvolver.

4 – As coisas se complicam no fundo do funil

O conteúdo do fundo de funil é revestido de certa complexidade quanto à programação para publicação, já que se trata de uma fase mais dinâmica, que envolve marketing direto, remarketing, ações do departamento de marketing. É uma programação com outra dinâmica, que merece um outro tratamento.

A dica, nesse caso, é ter um responsável pela elaboração de um calendário exclusivo para essa fase do funil.

5 – Como adaptar o calendário às pautas não programadas?

Às vezes uma pauta, pela importância que adquire, se impõe ao calendário, mesmo que não esteja programada.

Não há por que haver melindres nesse caso. A pauta é um instrumento de planejamento e não existe planejamento engessado.

Se ela é tão importante, o melhor é produzi-la imediatamente e introduzi-la no calendário. Se esse processo estiver automatizado, tanto melhor. E a vida segue normalmente.

Esse artigo foi produzido pela Redaweb. Se você deseja que sua empresa entregue conteúdos assim, teremos prazer em ajudar. É só entrar em contato através do site ou do 0800 750 5564

2018-05-11T16:13:29+00:00 maio, 2018|Categories: Marketing de Conteúdo|Comentários desativados em Calendário editorial: 5 desafios que todo profissional de marketing encontra