6 dicas de copywriting para te ajudar a melhorar seu rankeamento nos motores de busca

Você já deve ter reparado que os textos mais atuais sobre Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo cada vez menos falam em profusão de palavras-chave como indutor de resultados.

 

Precisando de conteúdo para seu site/blog?

RedaWeb

Acreditou-se, durante muito tempo, e os motores de busca contribuíam para essa crença, que encher um texto de palavras-chave era o caminho para converter clientes.

Não era e continua não sendo. Só que agora o algoritmo do Google e outros mecanismos ainda fazem pouco caso de textos assim, que se tornam confusos e pouco naturais.

Em outras palavras, isso quer dizer que cada vez mais o Inbound Marketing e o Marketing de Conteúdo se aproximam da realidade do Marketing, o que vai obrigar as empresas a escolherem caminhos menos cômodos que só encontrar as melhores palavras-chave.

A prova disso é o Hummingbird, atualização de 2013 que sofistica os critérios do Google, que ganharia inteligência artificial em 2015, influenciando a forma de rankeamento nos motores de busca, levando em conta a contextualização das palavras-chave dentro do conteúdo.

É por isso que esse artigo tem 6 dicas de copywriting. A constar: copywriting é o ato de desenvolver conteúdos com uma finalidade específica, que é relacionada à reação do usuário e aos resultados para com os quais contribui dentro da estratégia da empresa.

6 dicas de copywriting

1 – Escreva conteúdos originais

Faça conteúdos originais, seja quanto à forma de apresentação, quanto ao tom ou quanto ao estilo. Adéque esse conteúdo à linguagem da marca e ao perfil do público.

2 – Escreva o melhor conteúdo

Em tudo no Marketing, o propósito é superar a concorrência. Se o seu conteúdo é melhor que o da concorrência, quem você acha que o usuário vai transformar em fonte de consulta?

3 – Não use as palavras-chave contra o seu leitor

As palavras-chave continuam sendo importantes para o rankeamento, mas os algoritmos estão muito mais sofisticados do que na década passada e se o texto não parecer natural, se houver agressões à semântica, se prepare para perder posições, mas não há nada pior do que agredir o leitor com textos sem sentido, só para a palavra-chave aparecer, porque o artigo não será lido até o final e a sua reputação vai para o buraco.

4 – Compartilhe seu conteúdo

Nunca deixará de ser importante o compartilhamento do conteúdo. Procure as mídias corretas e o melhor contexto para atrair seguidores para as suas mídias e para o seu conteúdo.

A divulgação nas redes sociais ainda tem a vantagem de ser gratuita.

5 – Use a calda longa para qualificar seu tráfego

É mais fácil rankear seu conteúdo para buscas mais específicas do que competindo com as palavras chave mais buscadas. Além disso, use sinônimos, multiplique referências dentro do seu texto e seja encontrado por quem busca exatamente o que você está entregando.

6 – Esgote o tema e retenha seu público

Se você esgota um tema, há uma série de vantagens que advirão dessa prática.

Em primeiro lugar, você tende a fidelizar o leitor, se tornando referência para ele.

Em segundo, ele estará mais suscetível a explorar o site, clicar nos seus links de referência e melhorar a visão que os buscadores têm dele.

Para concluir, você aumenta a chance de conversão do usuário em lead quando ele encontra a resposta para o que está procurando e ainda se surpreende.

Gostou do conteúdo? Então conheça a RedaWeb, agência especializada em marketing de conteúdo. Entre em contato através do número 0800 750 5564.

2018-08-20T15:47:53+00:00 agosto, 2018|Categories: Marketing de Conteúdo|Comentários desativados em 6 dicas de copywriting para te ajudar a melhorar seu rankeamento nos motores de busca