5 mitos sobre freelance que circulam na web!

Para quem trabalha como freelancer o caminho pode ser cheio de aprendizados valiosos e que muitas vezes proporcionam rentabilidade aliada à realização pessoal. Mas apesar de cada vez surgirem mais oportunidades de trabalho, há também mitos que circulam pela web e que provocam desinformação sobre a modalidade que impedem que novos profissionais se engajem no oficio.

Precisando de conteúdo para seu site/blog?

RedaWeb

Listamos abaixo os cinco mitos mais comuns que circulam pela web, para entender melhor como é e o que faz o freelancer:

1 – Ser freelancer é o mesmo que desempregado.

Trata-se de um estereótipo muito comum que atrela o freelancer ao desemprego, mas na prática é uma escolha para a grande maioria dos profissionais. O trabalho autônomo é uma tendência do mercado e vista como uma das formas mais vantajosas do futuro, que possibilita ao profissional criar seus horários e também ter metas de ganhos financeiros.

Após a fase inicial de organização da carteira de clientes e da própria vida profissional, o freelancer pode garantir ganhos médios mensais que lhe proporcionam estabilidade financeira como a de alguém de carteira assinada.

2 – Ser freelancer é ganhar pouco dinheiro

O freelancer não tem salário fixo, benefícios e nem direitos trabalhistas, mas pode ter mais controle sobre seus ganhos financeiros. Primeiro é preciso entender que quanto menos intermediários na relação de prestação de serviços, maiores poderão ser seus rendimentos.

Em seguida é preciso entender seu próprio valor profissional, para que não aja no desespero em buscar clientes e abaixe demasiadamente seu valor comparado a média do mercado. É melhor e mais produtivo ter poucos clientes que pagam bem, do que muitos que pagam mal.

3 – É um trabalho muito fácil

A vida de um freelancer é repleta de desafios que precisam ser vencidos diariamente. É um combate com a concorrência do mercado de trabalho, lidar com clientes difíceis e alguns mal pagadores, receber pautas muito complicadas para pouco tempo de realização, além de lutar contra as distrações que podem levar a procrastinação e ao atraso.

É preciso ter muito conhecimento sobre a área de atuação para manter sempre em alta sua carteira de clientes, assim como manter a disciplina, motivação, concentração e foco.

4 – A agenda é sempre flexível

O trabalho do freelancer realmente possui flexibilidade e é possível ver um profissional praticando atividades físicas na praia pela manhã ou indo as compras no horário comercial. Mas para que seu trabalho realmente funcione, é preciso saber gerir seu tempo adequadamente para que possa entregar seus trabalhos no prazo determinado e com a qualidade esperada.

Muitas vezes ele precisa trabalhar fim de semana, feriado e muito mais horas do que o convencional, só para realizar seus compromissos a tempo.

5 – O freelancer está disponível para atender o cliente em qualquer horário

Como não há um horário rígido de trabalho para o freelancer, muitas vezes o cliente o procura em horários inadequados como de madrugada, feriados e fim de semana. É preciso estabelecer horários de atendimento aos clientes, para que eles entendam que há limites para o envio de mensagens e suas respostas. Alguns ficam chateados e reclamam por não terem sido atendidos assim que enviaram a mensagem, mesmo que ela tenha sido a meia noite.

Estar sempre disponível é fazer com que o cliente acredite que ele paga pela sua total disponibilidade e não vai perder a oportunidade de desfrutá-la.

2018-05-08T11:21:38+00:00 maio, 2018|Categories: Tendências de Mercado|Comentários desativados em 5 mitos sobre freelance que circulam na web!